Conteúdo para redes sociais: Como criar e mais 4 ferramentas pra te ajudar.

Conteúdo para redes sociais: Como criar e mais 4 ferramentas pra te ajudar.

Criar conteúdo para redes sociais pode parecer simples, mas nem sempre o é. Afinal, são muitos os dilemas vividos por um social media.

Tu tem noção de quão trabalhoso é desenvolver publicações diárias, editar imagens, elaborar legendas, bolar vídeos, interagir por meio dos comentários e analisar métricas?

Além disso, regularmente, há um problema do qual todos nós sofremos: uma hora, a criatividade parece que vai embora. Como se não bastasse, tem tanto conteúdo circulando por aí que tem vezes que parece que a gente não tem mais o que falar.

E é sobre isso que eu gostaria de falar, para de alguma forma poder te ajudar a criar conteúdo. Nesse texto eu vou te apresentar algumas técnicas que desenvolvemos na People e também, trazer algumas ferramentas que possam te ajudar no dia a dia, facilitando a tua vida no desenvolvimento de conteúdo para as redes sociais.

Entendendo as redes sociais

As redes sociais já contam com mais de 2,9 bilhão de usuários ativos no mundo, segundo dados do Statista. A pesquisa apontou que o Brasil se apresenta com 69% da população de usuários ativos mensais de mídias sociais, acessando os serviços pelo menos uma vez por mês.

Para tu ter uma ideia: os Estados Unidos ficaram em nono lugar, com 61% de taxa de uso de redes sociais ativas entre a população das Américas. Ou seja: o brasileiro é extremamente ativo e presente nas redes sociais.

Como somos muito conectados, o fator novidade em relação aos conteúdos parece perder força. Tu já entrou no feed e encontrou duas publicações parecidas próximas uma da outra. Esses dias, achei duas empresas diferentes falando do mesmo livro ao mesmo tempo.

Com esses dados é natural que tu empreendedor tenha vontade de se destacar nas redes sociais e aproveitar para fazer aquele marketing digital esperto não é?

Por isso vamos direto ao ponto. 

1.Faz um benchmark

A melhor coisa sem dúvida nenhuma é dar uma olhadinha na concorrência. É ali que tu consegue bolar ideias. Vamos entender melhor isso. Não quero que tu saia fazendo um copia e cola!

Quando eu falo em analisar a concorrência, é para entender sobre o que está sendo falado, analisar e fazer diferente. Ou seja: faça melhor, mais atraente, mais envolvente.

E não precisa ficar apreensivo: olhar as páginas da concorrência é uma prática muito comum no mundo do marketing digital não fica com medo de fazer isso, pois o teu objetivo é aprender com os erros e melhorar os acertos.

2.Pesquisa das melhores hashtags (melhor para Instagram)

As hashtags são ótimas pra você achar um conteúdo para as redes sociais legal que possa te dar insights. As pesquisas dentro das redes sociais buscam as informações que se associam ao tema pesquisado. Faz o teste: abre o teu Instagram, vai na busca e coloca cabeleireiro. Além de páginas, apareceram as hashtags, não?

Quando eu falo “melhor para o Instagram” eu me refiro na busca desse conteúdo. No Instagram é bem facil de achar conteúdo pela aba explorar e por isso que a hashtag funciona melhor nesse espaço.

Vale uma dica: não adianta lotar de hashtag e colocar qualquer uma. Já falei sobre isso neste texto, mas sempre bom reforçar. Você deve encontrar aquelas que se relacionam com o seu produto e serviço e que são relevantes.

Além disso, é sempre bom buscar os assuntos que estão bombando. O Twitter é bem interessante para isso, pois já mostra o que está sendo mais falado. E sim, tu pode usar uma rede social para se inspirar e gerar conteúdo para outra rede. Tá tudo bem e tudo certo.

Outro recurso bem legal é o All Hashtags. Esse site é gratuito e mostrar quais as principais hashtags que se relacionam com o seu tema. Tu coloca cabeleireiro lá e ele te mostra quais os temas mais relacionados. Deixei um print aqui para tu entender melhor

3.Definir um objetivo (isso é muito importante)

No digital, os objetivos são muito importantes, mas a maioria das pessoas ignoram esse processo. A questão principal é: imagina como tu vai avaliar se a tua estratégia está dando certo se tu não tem um objetivo estabelecido?

Pra criar conteúdo relevante, tu precisa ter um objetivo. Por exemplo: quero criar relacionamento da minha marca com os seguidores. Para isso, tu vai precisar criar um conteúdo que gere conversas, compartilhamentos e mensagens. Se esse resultado não acontecer fica claro que o teu objetivo não foi alcançado.

O objetivo aparece antes do conteúdo, antes da proposta, antes de tudo. Vou explicar melhor. Neste texto, falei da importância de não estar na internet só por estar, que sempre tem um direcionamento com essa proposta.

Essa presença nas redes sociais está ligada a tua proposta, ao teu objetivo em relação à tua empresa. Se tu tem esse alinhamento, teus posts vão refletir esse alinhamento. Mais do que isso: eles vão ter um alinhamento próprio.

Vou dar um exemplo para ficar mais claro: tu tem um salão e tem o objetivo de crescer 2% no ano e aumentar o número de atendimentos em 4%. Para isso, criou perfis nas redes sociais, com o objetivo de angariar seguidores qualificados, ou seja, que podem virar clientes (falo mais sobre isso aqui).

Você faz três posts na semana: um com a proposta de mostrar teu serviço, um com a proposta de apresentar uma técnica, e um tu só posta para preencher espaço. Cadê os objetivos bem definidos? Cadê a estratégia?

Tu precisa pensar exatamente o que quer passar com o teu post e o que deseja como resposta. Se tu quer aumentar o seu número de agendamentos, precisa chamar as pessoas para agendarem, e assim segue. Sem esses objetivos, tu nunca vai conseguir ter resultado porque não vai ter parâmetros para medir.

4.Defina o cliente ideal

Criar uma persona, como chamamos no mundo do marketing digital, é fundamental para o conteúdo nas redes sociais. A persona é um dos mais importantes elementos, pois te permite personalizar o conteúdo, criar posts que se adaptam aos desejos e necessidades do público-alvo.

Eu vejo que muita gente tem dificuldade nessa tarefa e entendo. Criar uma persona não é fácil, porque tu tem que conhecer o teu público, saber quem é ele e o que ele gosta. E a verdade (que vai doer em muita gente) é que o empreendedor brasileiro não conhecer o público.

Vou dar um exemplo: a maioria das empresas são abertas sem um plano de negócios ou qualquer estratégia mais elaborada. Há apenas um direcionamento para criar e vender serviços e produtos.

Por isso, quando esse empreendedor vai para as redes sociais, ele não sabe para quem está fazendo conteúdo. Nem como montar a persona.

Conheça teu público observando o teu produto: quem compra, quem usa, para quem é? Tu não vai conseguir vender uma Ferrari se projetar teu público como um colecionador de carros antigos.

5.Um calendário editorial 

Vou ser sincero: tu não precisa nem começar a fazer conteúdo se não tiver um calendário editorial. Sabe por quê? Porque sem essa ferramenta, tu não tem planejamento algum.

Cara é aqui onde tu planeja as tuas postagens, com data, hora e tema. É aqui onde tu desenvolve teu senso de organização, descobre se aquele post de data comemorativa é importante pra ti ou não, se faz sentido falar sobre determinado tema e em tempo de bolar algo criativo até chegar o dia.

Outra coisa: imagina se tu deixa pra fazer o teu post sempre no dia da postagem e por algum imprevisto do destino, tu precisa te ausentar alguns dias. Se tu não tem nada planejado, tu não consegue nem passar essa tarefa pra alguém executar.

Agora, tenho que te falar: não existe consenso quanto ao calendário editorial. Tem quem fale em mensal, tem quem fale em semestral, tem quem fale em anual, tem que fale em quinzenal… Eu te digo que não gosto de calendários muito longos, pois tu perde o momento.

Para mim, o melhor é o mensal. Ele te dá um prazo bom para trabalhar os temas e tem espaço para trabalhar algum tema urgente. Assim, tu não perde o momento e não precisa voltar a todo momento.

6. Pense nas imagens e no texto

Um post básico para o teu feed depende de duas coisas: a imagem (em foto, vídeo ou carrossel) e a legenda. Então, foca em detonar dessas duas coisas! Esse é o teu conteúdo: a união do visual com o escrito. Um complementa o outro SEMPRE.

Uma boa foto ou um vídeo de qualidade sempre irão te ajudar muito e na hora de escrever o texto pensa sempre no tom de voz escolhido pela tua empresa para dialogar com a persona (o cliente ideal).

Tu pode tanto começar pela imagem e ir para o texto, como fazer o inverso. O importante é o diálogo entre as duas. Outra dica: teu feed tem que ser harmônico. E isso também faz parte do conteúdo que tu cria. Quem te segue quer uma sequência de conteúdos que faz sentido, que seja o que eles esperam.

7. Agende as publicações (é uma mão na roda!) 

Existem muitas ferramentas que te ajudam nisso. Na People usamos o Mlabs que é uma ferramenta de gerenciamento de redes que permite que tu agende tudo por lá. Já tem um recurso de calendário editorial e relatórios que podem te ajudar bastante.

O agendamento também é uma forma de te preparar para qualquer problema. Claro, esse processo não é a prova de falhas (sim, elas acontecem e tá tudo bem). Mas agendar as publicações te ajuda a evitar que tu fique sem o conteúdo.

8. Conheça as dicas de conteúdo

Agora que já passamos pela parte da organização e o planejamento do conteúdo eu quero deixar algumas dicas de conteúdo que tu pode fazer.

  • Stories 
  • Lives 
  • Sorteios
  • Responder perguntas frequentes 
  • Dicas sobre o teu produto
  • Listas
  • Parcerias com outras marcas
  • Entrevistas com autoridades no assunto 
  • Novidades 
  • Tutoriais 
  • Memes 
  • Notícias relacionadas 
  • Série de posts sobre um assunto

Tem muito conteúdo que tu pode fazer, citei apenas alguns para ajudar a te inspirar na hora da criação.

Principais ferramentas de criação de posts

Mas como prometi, também quero falar de algumas ferramentas que podem facilitar muito a tua vida na hora da produção do conteúdo.

Canva

Uma das ferramentas de design mais utilizadas no mundo, ela é fantástica pra quem está começando. O Canva permite a edição de imagens, de cores e de fontes. Ele é fantástico, pois tem milhares de layouts e templates preparados para diferentes redes sociais, sendo perfeito para quem tem uma produção de imagens diárias.

Inshot

Serve para cortar, fazer pequenas edições e melhorias. A principal função é permitir publicar vídeos e fotos por inteiro no Instagram. E a melhor vantagem: está disponível gratuitamente tanto para Android como iOS.

mLabs

A mLabs é uma plataforma de gerenciamento de redes sociais que agenda conteúdo para diversas redes (inclusive Instagram e Instagram Stories), compara o desempenho com a concorrência, acompanha o resultado da performance das tuas páginas e gera relatórios.

Google trends

O Google Trends reúne uma gigantesca base de dados para mostrar pra ti quais temas estão sendo pesquisados no momento, quais foram pesquisados nos últimos 30 dias (ou no último ano, ou nos últimos 5 anos, ou em qualquer data pré-definida desde 2004), aqui tu pode ter muitos insights.

Então é isso, agora que você já sabe por onde começar o ideal é pôr a mão na massa! Para mais dicas continue acompanhando nosso blog.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.